Policial acusado de atirar em bebê em Amargosa pede afastamento de cargo de vereador

Postado em 31 de julho de 2014 por saintclair23 em Policial

O Policial Civil Carlos Raimundo de Jesus Cardoso, acusado de atirar e matar um bebê na cidade de Amargosa, pediu afastamento do cargo de vereador, o qual assumia no município de Cachoeira.

De acordo com a Presidência da Câmara, a solicitação foi protocolada no dia 22 de julho por Carlos e vai até o mesmo dia do mês seguinte.

Como policial, ele atuava em Amargosa, mas foi transferido para Santo Amaro. No dia 24 de julho, a corregedora-chefe da Polícia Civil da Bahia, Heloísa Brito, chegou a informar que ele tinha ido para o Castro Alves, mas ela retificou a informação nesta quinta-feira (31).

Ainda nesta quinta, completa 15 dias da revolta popular por causa do crime. Amargosa ficou em pânico, com ondas de vandalismo por toda a cidade, resultando em 30 mortos, 18 carros e um ônibus incendiados, além da delegacia da cidade, que teve os 14 presos custodiados na unidade soltos.

Redação Bahia no Ar


1 Comentário para Policial acusado de atirar em bebê em Amargosa pede afastamento de cargo de vereador

  1. Ana Maria dos Santos Cruz 25 de junho de 2015 em 01:27 | Responder

    BOM DIA, UM POLICIAL MILITAR FOI ASSASSINADO A TIROS NO INÍCIO DA NOITE DE 24/06/2015, EM CALDAS DO JORRO-TUCANO/BAHIA. O FATO FOI MANTIDO EM SIGILO, NENHUM SITE DE NOTÍCIA DA CIDADE E REDONDEZAS PUBLICOU UMA LINHA SEQUER ACERCA DESTE CRIME, A CAEL, JUNTAMENTE COM A POLÍCIA MILITAR DE TUCANO, JORRO E EUCLIDES DA CUNHA SITIARAM A CIDADE, IMPUSERAM TOQUE DE RECOLHER, ESTÃO INVADINDO VÁRIAS RESIDÊNCIAS E MATANDO PESSOAS DORMINDO, TUDO ISSO EM REPRESÁLIA À MORTE DO POLICIAL. VOCÊS PODERIAM VIR AQUI PARA MOSTRAR O QUE ESTÁ OCORRENDO? A POPULAÇÃO NÃO PODE FICAR À MERCÊ DESSES ASSASSINOS COVARDES! MANTENHA MEU NOME EM SIGILO, POR FAVOR.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Adiamento

Segurança

Bahia

Olho Vivo:

Greve

Copyright © 2010-2015 Bahia no AR.

Produzido pela Loup Brasil