Gilmar Mendes vota a favor de habeas corpus para evitar prisão de Lula

Antes de Gilmar, o ministro Edson Fachin, relator do caso na Corte,  votou contra o habeas corpus.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes na tarde desta quarta-feira, 04, a favor da concessão de habeas corpus preventivo para evitar a execução provisória da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após fim de todos os recursos na segunda instância da Justiça Federal.

O placar do julgamento está em 1 a 1. Por meio do habeas corpus, os advogados de Lula querem evitar sua prisão, após condenação pela segunda instância da Justiça Federal, no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Antes de Gilmar, o ministro Edson Fachin, também relator do caso na Corte,  votou contra o habeas corpus. O plenário seguirá a ordem normal de votação: Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio, Celso de Mello e Cármen Lúcia.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*