Sesab confirma morte por H1N1 em Camaçari

Atualmente, há mais quatro casos confirmados de H1N1 no município, além dos 12 casos suspeitos que estão sob investigação

Uma mulher de 63 anos, moradora de Camaçari, morreu após contrair o vírus H1N1. O caso foi confirmado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), que divulgou, nesta quarta-feira (18), um balanço das notificações da doença em toda a Bahia. A identidade da camaçariense vítima do vírus não foi divulgada, mas a diretora de Vigilância Epidemiológica de Camaçari (DEVISA), Fátima Guirra, informou que a paciente estava internada no Hospital São Rafael, em Salvador, e veio a óbito no final de semana.

Há outros casos suspeitos e confirmados de H1N1 em Camaçari. Segundo a DEVISA, atualmente, há mais quatro casos confirmados no município e 12 casos suspeitos, que depender do resultado da análise, pode ampliar o número oficial de pacientes com o vírus na cidade.

Óbitos – Além de Camaçari, somente a cidade de Lauro de Freitas teve registro de óbito de paciente com H1N1, entre os municípios que compõem a Região Metropolitana de Salvador (RMS). Isso sem contar a capital, que contabilizou oito mortes por conta da doença. No interior, houve dois registros: um no município de Saúde e outro em Serrinha.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*