“Acho que o resultado está abaixo do esperado”, diz deputada Mirela Macedo sobre Moema Gramacho

A deputada ainda afirmou que "não existe conversa entre a gestão e o seu meu mandato".

Divulgação

A deputada estadual Mirela Macedo (PSD) foi a entrevistada do programa Bahia No Ar 2ª edição desta segunda-feira (8). Dentre os assuntos comentados, Mirela falou sobre sua decisão em deixar o cargo de vice-prefeita de Lauro de Freitas e assumir o posto de deputada estadual após resultados da eleição de 2018.

“Me sinto muito realizada. Foi uma decisão acertadíssima orientada pelo líder político e senador Otto Alencar”, disse. Sobre uma possível reciprocidade da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), após sua decisão, ela afirma que “as coisas não aconteceram bem da forma como foram ditas pela gestora”.

A deputada reforçou ainda, durante entrevista, que o PSD tem aproximadamente 25% dos cargos contratados na Secretaria Municipal de Saúde, apesar da prefeita Moema colocar algumas limitações. “A Secretaria de Saúde nunca foi de porteira fechada para o PSD. Mas no momento em que Moema disse que iria direcionar a Secretaria para o partido, ela colocou algumas limitações. Me surpreendeu essa proporcionalidade. Acho que não foi justa”, destacou Mirela Macedo.

Questionada sobre seu posicionamento a respeito da gestão de Moema Gramacho, a deputada afirmou que o PSD faz parte do grupo da prefeita, mas que a eleição de 2020 não está em pauta, já que depende da decisão do senador e líder do partido no Senado Federal, Otto Alencar.

Outro assunto discutido foi sobre sua recente declaração na Assembleia Legislativa em que não teria sido convidada para participar de um evento que contou com a visita do governador Rui Costa (PT) em Lauro de Freitas . “Na verdade foi um mal entendido. A agenda do governador não foi encaminhada para nenhum deputado. Sempre fui muito bem atendida pelo Governo do Estado”, esclareceu Mirela.

Já sobre uma avaliação da gestão da prefeita Moema Gramacho, a deputada disse que “ela mudou muito o estilo de gerir o município em comparação as duas primeiras gestões”. Para Mirela, o grupo de secretariado precisa ser revisto e ainda afirmou que “o resultado está abaixo do esperado pela população. Não existe conversa entre a gestão e o meu mandato como deputada estadual. Acredito que o secretariado precisa de mais autonomia e Moema não faz isso”.

Em Camaçari, Mirela afirmou não saber ainda a caminhada do PSD no município, mas agradeceu os votos recebidos na última eleição. “Quero agradecer os mais de dois mil votos que recebi em Camaçari e aviso que estou a disposição para receber a população na sede da Assembleia Legislativa”, concluiu.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*