Acusado de abuso, técnico é banido da ginástica

A punição tem efeito imediato

O ex-treinador da seleção brasileira masculina de ginástica artística Fernando de Carvalho Lopes foi banido do esporte em julgamento do Pleno do STJD da ginástica, realizado na tarde deste domingo na sede da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Aracaju. A pena veio após uma série de acusações de abusos sexuais contra crianças e adolescentes entre 1999 e 2016. A punição tem efeito imediato.

O tribunal o considerou culpado com base nos artigos 243 (“constranger alguém, mediante violência, grave ameaça ou por qualquer outro meio”) e 258 (“Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código”) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. A base para a deliberação foi o Código de Conduta e Estatutos da FIG (Federação Internacional de Ginástica).

Além do afastamento em definitivo, o ex-técnico da seleção também terá de arcar com uma multa de R$ 1,6 milhão. A multa é recolhida para a federação à qual está vinculado. Mas, se Lopes não pagá-la, não sofrerá sanção.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*