Advogado se entrega e é ouvido na 2ª Delegacia Territorial de Feira de Santana

Seis testemunhas e uma das vítimas já foram ouvidas pelo delegado Roberto Leal

O advogado Orlando Freire de Assis, 29 anos, que tentou assassinar o policial civil Sérgio Roberto Souza Oliveira, no último domingo, foi ouvido, na tarde desta quarta-feira (13), em Feira de Santana, na 2ª Delegacia Territorial, localizada na sede da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, bairro do Sobradinho. Com prisão preventiva decretada, ele se entregou horas antes, no Fórum Filinto Bastos, acompanhado de um advogado.

Orlando está sendo indiciado por duas tentativas de homicídio e porte ilegal de arma e, após o interrogatório policial, será encaminhado para o Presídio Regional de Feira de Santana. Segundo o coordenador da 1ª Coorpin, delegado Roberto da Silva Leal, o advogado, já com antecedentes criminais por agressão física, em 2007, afirmou que perdeu a cabeça e que “não tinha intenção de matar ninguém”.

No domingo (10), ele desferiu vários golpes contra o investigador Sérgio Roberto, deixando-o desacordado. Em seguida, pegou o revólver do policial, atirou contra uma testemunha e tentou disparar contra o investigador, que estava caído, mas a arma falhou. Usado na tentativa de homicídio, o revólver foi descartado em local próximo ao do crime e encontrado por um segurança. Seis testemunhas e uma das vítimas já foram ouvidas pelo delegado Roberto Leal.

3 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*