Almirante vai presidir conselho de administração da Petrobras

As mudanças promovidas na estatal foram possíveis pela renúncia de três dos conselheiros indicados por Temer, cujos mandatos venceriam apenas em 2020.

A Petrobras informou nesta segunda-feira, 14, que o governo Jair Bolsonaro indicará três nomes para compor o conselho de administração da estatal, conseguindo renovar parte do colegiado mesmo antes do fim dos mandatos do grupo nomeado por Michel Temer em 2018.

Um dos nomeados é o ex-comandante da Marinha, o almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, que será indicado para presidir o colegiado. Desde 2015 não havia militares no conselho da Petrobras.

Segundo a Folhapress, as mudanças promovidas na estatal foram possíveis pela renúncia de três dos conselheiros indicados por Temer, cujos mandatos venceriam apenas em 2020. Segundo o presidente da companhia, Roberto Castello Branco, a renovação representa uma “nova era” na gestão da estatal.

Além do almirante Leal Bacellar, foram indicados o geólogo John Forman e o economista João Cox. Com os três, Bolsonaro terá indicado quatro das oito cadeiras que o governo tem no colegiado, pois já nomeou também o presidente da companhia Roberto Castello Branco.

Para as outras três cadeiras, dois nomes são indicados por acionistas minoritários e um, pelos empregados da companhia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*