Uma ação de fiscalização dos postos de combustíveis contra cobranças abusivas foi aberta pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Por meio de nota, a ANP assegurou que está “atenta” a possíveis preços excessivos.

Na última segunda-feira (16), a Petrobras já havia informado que não iria reajustar o valor dos combustíveis na refinaria, mas que está monitorando a cotação internacional do petróleo.

No início da semana, o óleo disparou em alta após ataque a uma refinaria na Arábia Saudita.

Apesar de não haver aumento do custo na refinaria, o preço quando o produto chega às bombas é acrescido com a margem de lucro, já que passa pelas distribuidoras.

0 0 voto
Article Rating