Nesta sexta-feira (27), o papa Francisco nomeou para arcebispo de Santiago o sacerdote espanhol Celestino Aós, que estava temporariamente a cargo da arquidiocese depois que a Igreja Católica no Chile foi abalada pelo escândalo de abusos sexuais envolvendo o cardeal Ricardo Ezzati.

Além de Aós, Francisco também nomeou Fernando Ramos Pérez, responsável por cumprir funções interinas em Rancagua, no sul da capital chilena, como arcebispo de Puerto Montt.

Denúncias contra Ezzati

Após a repercussão das denúncias, o cardeal Ricardo Ezzati renunciou.

A  investigação é pautada na suspeita  de que ele possivelmente acobertava casos de pedofilia cometidos por religiosos.

 

 

0 0 voto
Article Rating