Após sofrer goleada para o Flamengo, por 4 a 1, no Maracanã, Fábio Carille foi demitido do Corinthians. A partida da tarde deste domingo foi um final de linha do treinador que deixa o clube com jejum de oito jogos sem vencer, algo que não acontecia desde 2013.

Além de Carille, deixam o clube o auxiliar Leandro da Silva, o Cuca, e o preparador físico Walmir Cruz. O coordenador de futebol Emerson Sheik e o gerente de futebol Vilson Menezes também têm cargo ameaçado. Todos voltam no mesmo voo da delegação a São Paulo.

Em 183 jogos no comando do Corinthians, Carille obteve 86 vitórias, 56 empates e 41 derrotas. Ele está no top-7 dos treinadores da história do clube.

No comando da equipe ele conquistou o Brasileirão de 2018 e o tricampeonato paulista (2017, 2018 e 2019). Nesta segunda passagem, iniciada em janeiro, são 69 jogos, com 27 vitórias, 25 empates e 17 derrotas. Mesmo campeão estadual, o treinador admite que fez poucos jogos bons na temporada.

Sem Carille, Dyego Coelho, técnico do sub-20, vai comandar o Timão contra o Fortaleza, quarta-feira, na Arena Corinthians. Em entrevista coletiva, Andrés prometeu mudanças drásticas até o fim do ano, mas ainda não iniciou a busca por um novo comandante. Segundo o Globo Esporte, Tiago Nunes, do Athletico-PR, e Sylvinho, recém-demitido do Lyon, da França, aparecem como nomes favoritos.

0 0 voto
Article Rating