Após eliminação Bellintani defende Enderson Moreira nas redes sociais

"Quando perdemos, perdemos juntos", afirmou o mandatário

Após 2018 de boa campanha na Sul-Americana, o torcedor do Bahia criou expectativa de alcançar vôos maiores, porém a decolagem foi um desastre e o Tricolor deu adeus na primeira fase da competição, diante de um time inferior, na teoria.

Na última quinta-feira, a equipe treinada por Enderson Moreira não passou de um empate sem gols com o Liverpool-URU, em Montevidéu, e foi eliminado ainda na primeira fase.

O primeiro jogo entre os dois times, realizado na Arena Fonte Nova, em Salvador, havia terminado com triunfo do Liverpool-URU por 1 a 0. Assim, o Bahia precisava vencer por dois gols de vantagem para assegurar a permanência na Sul-Americana. Mesmo com a necessidade de balançar as redes, o time baiano se mostrou conservador e não apresentou um nível de atuação suficiente para superar a retranca uruguaia.

Com a eliminação, foi iniciada a busca por culpados. Enderson Moreira foi um dos alvos das críticas. Porém, o treinador ganhou um escudo de peso nesta sexta-feira. Nas redes sociais, o presidente tricolor, Guilherme Bellintani, saiu em defesa do técnico e ponderou que todo o grupo é responsável pela queda na Sul-Americana.

“Somos um grupo. Não foi Enderson que teve 90 minutos. Fomos nós todos. Atletas, comissão técnica, presidente. Quando perdemos, perdemos juntos”, afirmou o mandatário em defesa do treinador

7 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*