Após eliminação Chamusca admite que “faltou qualidade” e garante: “vamos contratar”

No sábado o Leão encara o Ceará

Foto: Maurícia da Matta

A eliminação precoce do Vitória da Copa do Brasil, disparou no torcedor rubro-negro um sinal vermelho no que pode acontecer na sequência da temporada. O maior temor é um desempenho ruim na Série B e até uma queda para a Série C. Após a derrota para o Moto Club, Marcelo Chamusca comentou sobre o assunto, prometeu reforços, mas não criticou o grupo que tem nas mãos.

“Não posso dizer que meu elenco é desqualificado. Esse elenco não vai ser o que vai disputar a Série B, já falei várias vezes isso. A diretoria está buscando, vamos contratar. Nesse momento, são os jogadores que tenho hoje. Coloquei nossos melhores jogadores para jogar e não funcionou. Não é o momento de sair atirando em todo mundo, atacando que não presta ninguém, muda tudo, como se fosse o final do mundo. É uma eliminação. Não é a primeira nem a última”. 

Apesar de não apontar culpados, o técnico, deixou claro seu desapontamento com a desclassificação precoce.

“Realmente um momento muito triste para todos nós, comissão técnica, jogadores, diretoria. Uma competição da grandeza e importância da Copa do Brasil, nosso objetivo era vir e sair classificados. Fizemos um jogo muito abaixo da nossa expectativa. Tivemos até um relativo controle do jogo, nosso goleiro não trabalhou muito e nosso adversário não teve imposição. Mas, erramos muito”.

Sobre o que motivou a eliminação, o treinador garantiu que não foi desgaste físico da equipe. “Não pode ser cansaço. A questão não foi física, nenhum atleta acabou o jogo com câimbra. Não fiz nenhuma substituição por questão física. O que faltou foi qualidade de jogo mesmo, imposição perante o adversário, criação. Isso passa pela performance dos atletas, pelas decisões tomadas pela comissão técnica. Temos que dividir a responsabilidade por esse resultado negativo”.

Mas, Chamusca pediu que os atletas levantem a cabeça e busquem a recuperação no próximo sábado (16), diante do Ceará, pela Copa do Nordeste. “Sábado já tem jogo de novo, por outra competição. Tem muita coisa para acontecer ainda. Tem que servir esse tipo de situação como um laboratório importante para a sequência das competições que vamos disputar. É levantar a cabeça e seguir em frente. No futebol acontece esse tipo de situação”.
 

3 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*