Após reunião, Bolsonaro avisa Bebianno que ele está fora do governo

A saída dele do governo será formalizada na segunda-feira (18), com publicação no Diário Oficial

Gustavo Bebianno, ex-ministro da Secretaria-Geral

Após reunião com Gustavo Bebianno acompanhada pelo vice, Hamilton Mourão, e os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), o presidente Jair Bolsonaro decidiu demitir o outrora aliado da Secretaria-Geral da Presidência.

A saída dele do governo será formalizada na segunda-feira (18), com publicação no Diário Oficial. Bolsonaro deixou o ato de exoneração assinado. O presidente esteve com Bebianno no início da noite desta sexta (15).

Pessoas próximas ao ministro confirmaram na noite desta sexta (15) que ele será exonerado e que não há volta na decisão de Bolsonaro.

Segundo interlocutores, a reunião foi tensa e se manteve o clima de animosidade. À noite, o próprio Bebianno reconheceu para esses mesmo interlocutores que a situação ficou “insustentável”.

35 Comentário

  1. Se o Carluxo tivesse ficado quieto no canto dele, dando a bunda para o primo dele o Léo Índio, estaria tudo em ordem. Só que não, a bicha histérica tinha que dar com a língua nos dentes. Carlos, vai ser feliz com o seu macho, e assume logo pro papai que tu peida na linguiça!

  2. Bolsonaro é um despreparado.
    Vergonhoso o que acontece com os filhos.
    Votei nele para colocar fora o PT.
    Será que vai dar tempo para a sua equipa fazer algo positivo?
    Nossa. Que homem mais despreparado.

  3. Sei da integridade e lealdade de Gustavo Bibiano e sei o quanto lutou para fazer do partido o que ele e hoje PSL, criou Diretórios, articulou, conduziu toda campanha presidencial. Para mim e uma grande injustiça a sua exoneração….Deus te ilumine e te conduza….

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*