Apple deve anunciar nesta terça-feira (10) diversos lançamentos; novos iPhones e rasteador de sono estão na lista

Foto: Reprodução / Shutterstock

Aos “amantes” das novidades tecnológicas da Apple, a empresa norte-americana realizará um evento nesta terça-feira (10) para divulgar os últimos lançamentos, que incluem: rastreador de sono no Apple Watch; câmeras triplas no novo iPhone; além de detalhes sobre o serviço de jogos Apple Arcade, anunciado no mês de março.

Tradicionalmente, esse tipo de evento é realizado pela Apple na segunda quinzena de setembro. Na oportunidade, a companhia, geralmente, anuncia os novos modelos do iPhone, que desta vez não serão os únicos “astros”.

O evento será realizado na sede da Apple, em Cupertino, na Califórnia (EUA), e está previsto para começar às 14h, no horário de Brasília —com cobertura pela equipe do Link, direto de São Paulo.

Novos iPhones terão câmera tripla

A Apple deve lançar uma série de três modelos novos para substituir o iPhone XS, o iPhone XS Max e o iPhone XR. A principal novidade da série é um trio de câmeras traseiras, sendo que uma delas tem lente grande angular de 12 megapixels, fabricada pela Sony. Com a grande angular, o usuário pode registrar um quadro mais amplo sem precisar se afastar da cena.

O iPhone de 2019 deve ser 12% mais rápido que seus antecessores em tarefas executadas individualmente, mas o desempenho multinúcleo, deve ser praticamente o mesmo dos modelos atuais. Segundo informações do analista Ming-Chi Kuo, o novo smartphone da Apple ganhará 1 GB de memória RAM, chegando a 4GB.

Os celulares devem continuar com o conector de carga Lightning e haverá uma troca de material nas antenas para melhorar o sinal em ambientes internos. A previsão é de que os novos iPhones cheguem às lojas dos Estados Unidos (EUA) até o final deste mês. Já no Brasil, o lançamento costuma ser na primeira quinzena de novembro, entretanto, até o momento, nada foi oficialmente confirmado pela empresa.

Apple Watch: monitoramento de sono

A Apple deve anunciar também um recurso de rastreamento de sono para o relógio inteligente da empresa.  O mecanismo funcionaria por meio de sensores e deverá analisar a qualidade do sono do usuário medindo detalhes, como: frequência cardíaca; reflexos corporais; e barulhos durante a noite.

Os dados sobre a qualidade do sono do usuário serão disponibilizados no aplicativo Health e em um novo aplicativo chamado Sleep.

O novo sistema habilitará a função automaticamente “Não perturbe” assim que o usuário for para a cama. O despertador deve ser reproduzido apenas no Apple Watch e não tocará ao mesmo tempo no iPhone, que ficará conectado de prontidão caso o sistema do relógio falhe.  O recurso de sono é desligado automaticamente quando o usuário levanta, mesmo se o alarme ainda não tiver disparado -seja com toque ou só no recurso de vibrar.

Ainda não está claro se o novo recurso exige o lançamento de um novo relógio, mas a previsão dos especialistas é de que o monitoramento de sono precise apenas de uma atualização nos sistemas atuais.

Apple Arcade também pode entrar na pauta

A Apple anunciou em março que lançaria no segundo semestre uma plataforma de jogos exclusivos para seus dispositivos, o Apple Arcade. Empresas concorrentes já têm serviços semelhantes, como o Xbox Game Pass da Microsoft, cuja assinatura custa R$ 30 mensais.

Os jogos do Apple Arcade serão sincronizados em todos os dispositivos —ou seja, se você começou uma partida no celular, pode continuar ela de onde parou pela Apple TV. Com a assinatura do serviço, será possível ter acesso a todos os jogos sem pagar nada mais por eles.

O catálogo inicial deve contar com cem jogos de empresas como Cartoon Network, Konami, Lego e Sega, mas a Apple não descarta desenvolver produções próprias e disponibilizá-las gratuitamente, sem a venda dos jogos na Apple Store. O estúdio brasileiro Aquiris, que fez o game de corrida Horizon Chase, também trabalha em um jogo para o serviço.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*