Apresentado pelo Vitória, zagueiro foca na força de vontade: “Tem que entrar de corpo e alma”

O defensor é natural de Salvador

O Vitória tem um novo xerife na defesa. O experiente zagueiro Edcarlos, de 33 anos, foi apresentado na manhã desta sexta-feira, na sala de imprensa da Toca do Leão, pelo diretor de futebol Jorge Macedo. Para temporada 2019 é segundo defensor contatado pelo rubro-negro, que já havia anunciado Thales, em um acordo com o Internacional que levou Neilton ao Beira-Rio.

Com título de Libertadores e Mundial no currículo, pelo São Paulo, clube que o revelou. Em 2018, ele ajudou o Goiás a conseguir o acesso à Série A, que é justamente o que o Leão necessita em 2019. Em suas primeiras palavras como jogador do Leão Edcarlos já avisou que conquistar o acesso na Segundona é mais difícil do que se manter na Série A.

“Tem que entrar de corpo e alma. Foi a primeira vez que disputei a Série B e, particularmente, esperava que fosse mais fácil. É uma competição dura. É mais fácil se manter na Série A, do que conseguir um acesso na Série B. Se não entrar focado, é muito difícil conseguir o acesso”, afirmou o zagueiro.

O zagueiro é natural de Salvador e sabe que, por ser de casa, a cobrança vem dobrada.

“Estou muito feliz. Já tive oportunidade [de vir para o Vitória], mas por detalhe não deu certo. Agora, felizmente, deu certo. Logicamente que a pressão é dobrada por jogar em casa. Tenho familiares, amigos aqui, então a pressão é maior ainda por resultado, mas eu estou motivado, espero ajudar muito e terminar o ano de forma positiva”, disse.

Bahia ou Vitória?

“É meio dividido. Mas agora vai ter que torcer para o meu lado, se não ninguém vai ganhar camisa. Vão ter que colar comigo, tenha certeza. Alguns que estavam do lado de lá já falaram que vão vir me apoiar, me ajudar”.

Edcarlos foi revelado pelo São Paulo, onde atuou entre 2003 e 2007 e foi bicampeão brasileiro. O defensor também atuou por Benfica, Fluminense, Cruz Azul, Cruzeiro, Grêmio, Sport, Seongnam, da Coréia do Sul, Atlético-MG e Olímpia, do Paraguai. Seu último clube foi o Goiás, onde disputou 23 jogos, todos pela Série B.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*