Neste sábado (30) foi lançado um manifesto em defesa da vida, da liberdade e da democracia. Batizado de “Estamos Juntos”, o movimento é formado, até então, por seis mil assinaturas de personalidades do cenário político, cultural, social e empresarial, de esquerda, centro e direita.

“Defendemos uma administração pública reverente à Constituição, audaz no combate à corrupção e à desigualdade, verdadeiramente comprometida com a educação, a segurança e a saúde da população. Defendemos um país mais desenvolvido, mais feliz e mais justo”, diz trecho do manifesto.

Ao longo do texto, é assegurado que o documento também exige que autoridades e lideranças políticas exerçam seu papel diante da crise sanitária, política e econômica que atravessa o país em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Alguns pontos, como a lei, a ordem, a política, a ética, as famílias, o voto, a ciência, a verdade, o respeito e a valorização da diversidade, a liberdade de imprensa, a importância da arte, a preservação do meio ambiente e a responsabilidade na economia são chamados à reflexão pelo grupo.

No âmbito cultural aparecem nomes como: José Rubens Siqueira (dramaturgo e tradutor), Lilia Cabral (atriz), Fernanda Montenegro (atriz), Lobão (cantor), Miguel Falabella (ator, autor, diretor e roteirista), Zezé Motta (atriz e cantora), entre outros. 

Como citado inicialmente, também integram a lista assinaturas de outros profissionais de cenários econômicos distintos, por exemplo: Maria Auxiliadora Mendes Gomes (médica), Ricardo Rezende Figueira (professor da UFRJ), Ricardo Kotscho (jornalista), Walter CasaGrande Junior (comentarista esportivo), dentre outros.

Para ter acesso na íntegra clique aqui.

0 0 voto
Article Rating