Ativista Greta Thunberg rejeita prêmio de 47 mil euros

Uma pessoa ficou responsável por representar Greta no evento.

Foto: Divulgação

A ativista sueca Greta Thunberg rejeitou hoje (30) o prêmio ambiental do Conselho Nórdico, argumentando que o movimento precisa que os políticos e as pessoas com poder ouçam a ciência. Uma pessoa ficou responsável por representar Greta no evento onde foi anunciado a renúncia do prêmio de quase 47 mil euros.

“Os países nórdicos têm grande reputação em todo o mundo quando se trata de questões climáticas. Não há falta de palavras bonitas. Mas quando falamos das nossas emissões reais e a nossa pegada ecológica per capita (…) é uma história totalmente diferente”, disse a jovem nas redes sociais.

A escolha do Conselho por Thunberg foi motivada por ela dar “nova vida” ao debate sobre o meio ambiente e o clima e inspirar milhões de pessoas a exigir ações concretas dos governos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*