Insegurança: bandidos executam cinco, causam terror e desafiam polícia em Porto de Sauípe

“Pra ‘nois’ todo mundo é ‘alemão’, quem a gente matar no Porto é lucro, de pequeno à velho”, diz um suposto traficante

Cinco pessoas foram mortas entre os dias 8 e 10 de março, em Porto do Sauípe, na cidade de Entre Rios, no litoral norte baiano, motivada pela guerra entre traficantes de drogas.

Três vítimas foram assassinadas na última quarta-feira (8), no Loteamento Canadá. Leandro Costa da Paz, 22 anos, e mais dois jovens, todos de Lauro de Freitas, foram surpreendidos por rivais e mortos com diversos tiros em uma residência.

Outros dois homens foram assassinados na mesma região essa semana. Um áudio circula em grupos de WhatsApp, onde um suposto traficante ameaça e causa temor à população. A polícia investiga o caso, mas ninguém foi preso ainda.

Confira a transcrição do áudio

“Pra ‘nois’ todo mundo é ‘alemão’, quem a gente matar no Porto é lucro, de pequeno à velho”, diz o homem.

“Avisa a ele aí se quiser botar esse buzú pra rodar, vá fazer compra em outro lugar, em Salvador, em qualquer lugar, porque se entrar dentro de Pojuca, não vai voltar ninguém”, ameaçou.

O “bicho” ainda afirmou que faz “chacina” a hora que quiser e desafiou a Polícia.

“Nois é bandido, ‘nois’ é o crime, a Polícia ‘nois’ mata e ‘caguete’ igual a eles. ‘Biroro’, que fecha com a Polícia e saiu corrido de Camaçari, ‘nois’ mata tudo. É pra lá que vai’, falou.

 

21 Comentário

  1. Eu estive hoje em Porto de Sauípe, como sempre vou a mais de 10 anos naquele lugar. nunca senti Porto de Sauípe, como senti hoje…vontade de ir embora logo. tava pesado o clima, parei para tomar um Cambui em um bar, e ouvi as histórias.Meu Deus, é uma pena… sinceramente, estou querendo parar de fumar maconha. não dá mais para ficar dando mais apoio a esses caras…

  2. do outro lado ontem fiquei ali próximo as barracas(praia), observando e sentindo aquele brisa gostosa, observei a estrutura da barraca vazia, um tijolo já desfarelando com o tempo e com o salitro , eu fiquei imaginando, logo após o carnaval tudo parado e vazio. Eu sabia do acontecido não em detalhes nem números, pois quando tomava o meu cambuí ouvia os comentários dos Coroas… resolvi andar um pouco ali naquela pracinha de barraquinhas próximo ao Fusca( descendo ali da Praia),tudo meio largado sujo e escuro, alguma delas com um ou outro tomando cerveja, dei uma volta completa naquela quadra a procura de alguém para comprar uma dolinha e fazer a cabeça… vi o tráfico nú e cru, mas não tive coragem de me aproximar de ninguém. apareceu na minha frente um jovem que eu havia visto ele pegar um saquinho meio que de um esconderijo, pensei- ele deve ter a massa ou é do tráfico: mas como a cara dele era triste de morrer não quis perguntar. não é fácil ser usuário de Maconha hoje em dia, – na hora errada, no lugar errado, voçe pode pegar uma galinha pulando acima da linha da cintura. Eu me lembro de vários Reveillons e Lavagens em Porto do Sauípe, hoje voçe vê jovens, subindo e descendo com suas sacolinhas de drogas, me deu vontade de ir ao Banheiro, meu grande erro…, poderia ir até a praia, e me livrava doque eu havia me aterrorizado,( a cara da Prefeitura de Entre Rios) imagine vc que eu tive a infelicidade de ver no “Mictório” dois troções de fézes. As bostas já estavam meio seca, os dois vasos sanitários, haviam merdas caindo do lado e cheio.Não precisa mencionar o triste e bestiale Cheiro. Fiz meu Xixi, olhando do lado oposto aos mictórios com Cocô dentro, enquanto urinava com a respiração presa. Sai com um idoso que acabava de entrar , dizendo: só da mesmo para entrar para “matar” a Necessidade… Na Pracinha reformada,e já deteriorada, havia um senhor assando FRANGO sobre a cobertura de um espaço público, um outro Rapaz, se instalou no meio desta cobertura Pública, com uma churrasqueira. Um Vendia um Frango inteiro assado, e o outro espetinho. Me deu até vontade de comer Galinha( que na verdade não gosto), o vendedor disse que ele tinha feijão tropeiro e botava um pedaço de coxa e peito. com uma porção de feijão tropeiro à 15 reais. Só pedi uma cerveja para me sentar e ficar tomando o meu cabuí.Um grupo de três senhoras apareceram em algum momento para levar o frango encomendado, todas gordinhas e pareciam parentes, pois os traços eram semelhantes, olhavam aquele frango queimando na churrasqueira, com a boca cheia de saliva, pelo menos os olhos não enganavam..parecia que iriam sair pulando do rosto- levantei e fui almoçar no Portíssimo, Buchada, prato do dia por 15 reais. Estáva uma “délicia”. Peguei o Buzu e VAZEI !

  3. Então a gente vê uma prefeitura, que nós não sabemos oque fazem com Dinheiro de impostos recolhidos do Município, voçê entra no banheiro de uma Praça Pública em Porto de Sauípe como turista e leva a pior impressão do lugar. Voçe quer sentir a brisa da praia, e fica assustado com as Caras que te observam, quando entrei em uma lojinha ao lado do Bar que pedi o meu cambuí, um rapaz logo me perguntou se eu fosse Irmão de um certo “Lucas”, disse que não e ficou por ali mesmo, imagine agora esse certo Lucas ser o perigoso da Cidade, tava eu lá tomando tiro na cara, só por ser irmão de um certo Lucas, que nunca vi na vida. Eu ainda me lembro de ter pago 100 reais para pernoitar em uma Pousadinha ali em frente a Praia, faz um tempo, de lá para cá, acho que uns 4 anos atrás- , A gente não vê uma restauração, não vê um incentivo ao Turismo e muito menos na economia. Enquanto Guarajuba, Praia do Forte, Imbassai,Baixio, fizeram e estão fazendo investimentos pesados para atrair o turismo e movimentar a economia local, a Gestão de Entre Rios, abandonou a Anos uma região que poderia ser o Filé Mignon Financeiro como têm sido nos litorais que escrevi acima. é natural, que aonde não existir a segurança pública, investimentos e projetos Social, a única coisa que vai gerar é oque está gerando, Jovens desocupados, atrás de dinheiro fácil. Então não adianta culpar a segurança pública, pois ela não trabalha só. voçe vai na Praia do Forte, têm Guarda Municipal, voçê vê PMS subindo e descendo, você vai em Baixios, depara com a delegacia quase de frente da praça principal, voçe chega em Porto de Sauípe, fica com mêdo e têm vontade de ir embora logo. fique esperto Prefeitura,voçes irão pagar pelo mal que estão produzindo na cidade é hora da Polícia Federal trabalhar !

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*