Bassuma omite separação de Rose, nova família e conversão religiosa

Evangélico, Bassuma atualmente se diz cristão, como se o Espiritismo não pregasse a crença em Jesus.

Casamento de Bassuma com Ayla foi realizado em 29 de março de 2014.

O ex-deputado federal e atual candidato a vice-prefeito de Salvador, Luiz Bassuma (PROS), está com o polêmico deputado estadual e candidato a prefeitura da capital baiana, Pastor Sargento Isidório (PDT), para as eleições deste ano. Isso todos já sabem. Mas seus eleitores tem ciência que o ex-espírita se converteu ao protestantismo? Sabem que Bassuma não é mais casado com Rose, apesar dela continuar usando o sobrenome e se beneficiando de vantagens políticas conseguidas pelo seu ex-marido?

Famoso por pregar a doutrina espírita e levantar a bandeira contra o aborto ao longo de seus mandatos como deputado federal, após diversas derrotas eleitorais surgiram outros baques na sua vida pessoal. Em 2013, Rose pediu o divórcio do então aposentado Luiz Bassuma. Pessoas ligadas ao político relataram que ele sofreu bastante com a decisão de sua primeira namorada e companheira de 30 anos de união.

Após algum tempo sofrendo por Rose, Bassuma conheceu Ayla, com quem casou e juntos adotaram uma recém-nascida batizada Maria. Em um blog, escrito pelo próprio Bassuma, ele conta toda a história deles onde admite o casamento com Ayla, em 29 de março de 2014.

Em 2016 Bassuma e Ayla completaram dois anos de união, mas segundo amigos ligados a Bassuma, a sua ex, Rose, esteve presente no casamento do seu ex com Ayla, relativamente abençoando a nova união do seu ex-marido. Ainda segundo amigos de Bassuma, na verdade Rose nunca deixou de seguir seu ex-marido nos eventos políticos, tanto que fez questão de manter o sobrenome do ex e fazer propagandas políticas omitindo aos eleitores que eles não formam mais um casal.

Outro mistério envolvendo o político, que já passou pelo PT, PV, PMDB, PEN e hoje PROS, é a sua recente conversão ao protestantismo. Pessoas ligadas a Bassuma admitem que ele foi até batizado em uma religião evangélica, a pedido do próprio Isidório. Só que Bassuma não admite em entrevistas concedidas nos veículos de comunicação, respondendo apenas ser “um cristão”.

“Agora se diz cristão como se o Espiritismo não fosse, mostrando que só usava o movimento e que até a “comunicação” no Congresso foi uma encenação”, disse uma fonte que preferiu não se identificar.

Sobre Ayla, sua atual esposa, pessoas próximas ao casal afirmam que ela não se manifesta sobre política e sua vida é inteiramente dedicada à criação da pequena Maria.

Casamento de Bassuma com Ayla foi realizado em 29 de março de 2014.
Casamento de Bassuma com Ayla foi realizado em 29 de março de 2014.

O que seus eleitores querem e precisam saber é por que Bassuma não admite a sua conversão religiosa e seu afastamento do espiritismo. Alguns dizem que o político não revela o afastamento de sua ex-mulher Rose Bassuma por causa de pressão dos três filhos do casal, e que ele se sente na obrigação de manter a omissão.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*