Biometria: 14 mil eleitores de três municípios baianos podem ter seus títulos cancelados

Os municípios encerrarão o processo de recadastramento biométrico no próximo dia 31 de outubro

 

Os eleitores dos municípios de Coronel João Sá, Ubatã e Ibirapitanga, no interior baiano, têm até o próximo dia 31 de outubro para realizar o recadastramento biométrico. Nas três cidades, até o momento, 67,2% do eleitorado passou pelo procedimento. A população corre o risco de ter o título cancelado, caso não compareça aos cartórios até o final deste mês.

As três cidades somam 43.115 pessoas aptas ao voto. O município de Ubatã, pertencente da 134ª Zona Eleitoral, foi o que mais conseguiu biometrizar seu eleitorado conforme levantamento do TSE. Da mesma zona eleitoral, o município de Ibirapitanga cadastrou 68,27% do seu eleitorado, enquanto Coronel João Sá, 52ª Zona Eleitoral, cadastrou 62,12% dos eleitores.

A orientação do TRE-BA é que o eleitor procure pelo cartório ou postos de atendimento da Justiça Eleitoral de sua cidade o quanto antes, a fim de realizar o procedimento do recadastramento biométrico obrigatório. A penalidade é ter o título eleitoral cancelado, o que implica em outras diversas perdas previstas pelo Código Eleitoral.

Obrigatoriedade

Estão obrigados a fazer o recadastramento biométrico todos os eleitores, inclusive aqueles cujo voto é facultativo (analfabetos, eleitores com idade entre 16 e 18 anos e os maiores de 70 anos de idade). Para os eleitores facultativos, o cancelamento do título não deverá gerar outras implicações uma vez que, deles, não poderá ser exigida a quitação eleitoral.

Veja os documentos necessários para a realização do recadastramento biométrico

Leia também: