Bolsonaro anuncia general Fernando Azevedo e Silva para Ministério da Defesa

Azevedo e Silva foi chefe do Estado-Maior do Exército e passou para a reserva neste ano. Atualmente, o general assessora o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou nesta terça-feira, 13, que indicou para o cargo de ministro da Defesa o general da reserva Fernando Azevedo e Silva.

Bolsonaro confirmou a indicação por meio do Twitter  após chegar em Brasília. Segundo o G1, o presidente eleito pousou na base área para uma nova rodada de conversas com autoridades. “Bom Dia! Comunico a todos a indicação do General-de-Exército Fernando Azevedo e Silva para o cargo de Ministro da Defesa”, disse na postagem.

Azevedo e Silva foi chefe do Estado-Maior do Exército e passou para a reserva neste ano. Atualmente, o general assessora o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Em nota divulgada, Toffoli disse que foi consultado por Bolsonaro sobre Azevedo e Silva.

“Hoje pela manhã, fui consultado pelo Presidente eleito Jair Bolsonaro sobre a indicação de Fernando Azevedo e Silva e prontamente disse que seria uma excelente escolha”, afirmou o ministro.

Com a escolha de um general, Bolsonaro mantém um oficial-general de quatro estrelas (topo da carreira) à frente do Ministério da Defesa. O atual ministro é o também general Joaquim Silva e Luna. O general é o sétimo ministro anunciado pelo futuro governo Bolsonaro. Até o momento, o presidente eleito já indicou:

Augusto Heleno (Segurança Institucional);
Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia);
Onyx Lorenzoni (Casa Civil);
Paulo Guedes (Economia);
Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública);
Tereza Cristina (Agricultura).

Na composição atual do governo existem 29 ministérios, e o presidente eleito já disse que pretende reduzir o número para 15.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*