Bolsonaro defende que policiais não sejam processados mesmo que vítima seja inocente

Jair Bolsonaro (PSL) voltou a defender seu projeto de "excludente de ilicitude"

Em entrevista divulgada pelo site o Globo, o candidato a presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) voltou a defender seu projeto de “excludente de ilicitude” para que policiais não sejam nem processados por atos cometidos durante operações, ainda que a vítima seja uma inocente. Bolsonaro disse que se a proposta for aprovada não será mais nem necessário acionar com frequência as Forças Armadas por meio de ações de Garantia de Lei e Ordem. Defendeu ainda que cidadãos possam reagir diante de crimes contra o patrimônio em “legítima defesa”, sem punição.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*