O Ministério da Justiça e Segurança Pública, comandado por Sergio Moro, não será mais desmembrado. O presidente Jair Bolsonaro decidiu recuar e manter a gestão como se encontra atualmente, ligada a pasta da Justiça. A possibilidade da separação havia sido ventilada por ele próprio ontem (23), após uma reunião com secretários estaduais da área.

O mandatário brasileiro descartou a hipótese ao desembarcar em Nova Déli, na Índia, para uma viagem oficial,

“O Brasil está indo muito bem. Segurança pública, os números indicam que está indo no caminho certo, e a minha máxima é: em time que está ganhando não se mexe”, pontuou Bolsonaro.

Se a mudança tivesse sido validada, Moro ficaria apenas no Ministério da Justiça e um outro ministro comandaria a área da segurança.

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, na coluna Painel, Sergio Moro chegou a se queixar com aliados e cogitou deixar o governo caso tivesse o ministério desmembrado.

0 0 voto
Article Rating