Bolsonaro diz que incêndios não podem gerar sanções internacionais

Bolsonaro também falou que o governo tem "tolerância zero" com a criminalidade e que na área ambiental "não será diferente".

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta sexta-feira (23) que os incêndios florestais, como as queimadas que atingem a região amazônica, acontecem em todo o mundo e não podem “servir de pretexto para sanções internacionais”. Bolsonaro falou essas palavras durante pronunciamento em rede nacional, uma resposta às criticas que o governo vem sofrendo em relação às politicas públicas desenvolvidas na Amazônia Legal.

Bolsonaro também falou que o governo tem “tolerância zero” com a criminalidade e que na área ambiental “não será diferente”. “Somos um governo de tolerância zero com a criminalidade, e na área ambiental não será diferente. Por essa razão, oferecemos ajuda a todos os estados da Amazônia Legal. Com relação àqueles que a aceitarem, autorizarei operação de Garantia da Lei e da Ordem, uma verdadeira GLO ambiental”, declarou.

Segundo o presidente, “o emprego de pessoal e equipamentos das Forças Armadas, auxiliares e outras agências permitirão não apenas combater as atividades ilegais como também conter o avanço de queimadas na região”.

Bolsonaro disse que a proteção da Amazônia não depende somente de ações de fiscalização, mas que é necessário “dinamismo econômico” para proporcional oportunidades de desenvolvimento para a população da região.

O presidente atribuiu às condições climáticas a ocorrência de queimadas. “Estamos numa estação tradicionalmente quente, seca e de ventos fortes em que todos os anos, infelizmente, ocorrem queimadas na região Amazônica”, afirmou Bolsonaro.

4 Comentário

  1. Ele quer é tirar o dele da reta,pois foi eleito por grande maioria de empresários do agronegócio e por isso tá ocorrendo essas queimadas,pois os empresários precisam de área para o plantio,agora ele tá querendo botar a culpa no clima,esse incompetente

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*