Bolsonaro diz que manifestantes da educação são ‘massa de manobra’ e ‘idiotas úteis’

Presidente afirma que não gostaria de fazer o corte na educação.

Divulgação

Durante sua viagem a Dallas, nos Estados Unidos, iniciada ontem (14), nesta quarta-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou, que os estudantes que estão protestando contra o corte de verbas para a Educação são “massa de manobra” e “idiotas úteis”. Em sua opinião, eles são manipulados por uma minoria que comanda as universidades federais. As informações são do jornal O Globo.

“É natural, é natural, mas a maioria ali é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil”, disse o presidente.

Ainda de acordo com O Globo, Bolsonaro afirma que não gostaria de fazer o corte na educação e culpou a situação herdada dos governos anteriores. “Na verdade não existe corte. O que houve é um problema que a gente pegou o Brasil destruído economicamente também, com baixa nas arrecadações, afetando a previsão de quem fez o orçamento, e se não tiver esse contingenciamento eu simplesmente entro contra a lei de responsabilidade fiscal. Então não tem jeito, tem que contingenciar. Mas eu gostaria (que não cortasse) nada, em especial na educação”.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*