Bolsonaro e Angela Merkel conversam sobre queimadas na Amazônia

Presidente diz que chanceler alemã reafirmou soberania brasileira.

Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou em uma rede social nesta sexta-feira (30) que conversou com a chanceler alemã Angela Merkel sobre as queimadas na Amazônia.

Segundo o presidente, ficou decidido que o Serviço Europeu de Ação Externa avaliará a situação das queimadas na América do Sul a pedido da Alemanha. O presidente também disse que a conversa foi bastante produtiva e que a chanceler reafirmou a soberania brasileira na região amazônica.

O presidente disse ainda que, de acordo com o SEAE, a área com queimadas no Brasil teve um decréscimo entre janeiro e agosto de 2019, levando-se em conta o mesmo período de 2018.

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação (Secom) disse que a conversa entre os dois líderes foi franca e cordial e que o presidente agradeceu “o esforço dos países em colaborar com Brasil, na missão de combater as queimadas sazonais que ora afetam a Amazônia Legal.”

No telefonema, Bolsonaro atualizou Merkel sobre os esforços despendidos pelo governo para acabar com as queimadas na floresta até o momento. O presidente também reafirmou a posição brasileira de não cogitar qualquer discussão quanto à soberania da Amazônia e também sobre a utilização de “eventuais recursos e apoios que possam ser concedidos ao Brasil”.

De acordo com a nota, Bolsonaro disse ainda que a sua postura em relação ao presidente da França, Emmanuel Macron, “tem caráter pessoal em face dos ataques perpetrados por aquele Chefe de Estado contra a sua pessoa e contra o nosso País”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*