Bope capacita PMs para atuação em situações de alto risco

Veja as imagens

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar da Bahia (PMBA) finalizou, nesta sexta-feira (25), o curso Instruções de Primeiras Respostas em Ocorrências Complexas, que, desde segunda-feira (21), capacitou 15 policiais militares de unidades operacionais do Estado.

O treinamento capacita os profissionais para ação mais rápida e eficaz em situações com reféns, de ataques contra instituições financeiras e envolvendo explosivos.

“O objetivo é melhorar o desempenho desses profissionais para atuarem em ocorrências de alto risco, com material explosivo, com refém localizado e outras situações. Aqui, além dos conhecimentos teóricos ministrados em sala de aula, eles tiveram aulas práticas para desenvolverem os conteúdos que adquiriram. A ideia é que esses policiais levem o que aprenderam aqui para suas corporações, estabelecendo os parâmetros de como o policiamento deve atuar nesses momentos”, explicou o subcomandante do Bope, Fernando Cardoso.

O treinamento realizado pelo Batalhão faz parte de um trabalho de prevenção a crimes contra instituições financeiras, que é realizado através de estudos de caso, instruções e prática de elaboração de plano de defesa e aperfeiçoamento das ações integradas.

Elite

O BOPE é uma tropa especializada da polícia, treinada para o combate em diversas situações e para o resgate de reféns, e está presente em alguns estados brasileiros. Na Bahia, o BOPE é constituído de seis companhias, sendo quatro Companhias de Operações Especiais, que tem a função de operações de alto risco em áreas conflagradas na zona urbana, bem como combate a criminalidade na zona rural, uma companhia antiterror e uma companhia com atiradores de precisão, que atuam em ocorrências com crise.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*