Boulos diz que esquerda precisa ter ‘o mínimo de humildade em reconhecer que errou e onde errou’

Guilherme Boulos (PSOL). (Foto: Reprodução / Márcio Alves - Agência O Globo)

Em entrevista à coluna de Jamil Chade, do portal UOL, o ex-presidenciável Guilherme Boulos (PSOL) destacou que a esquerda precisa ter “o mínimo de humildade em reconhecer que errou e onde errou”, ou, segundo ele, não terá condições de “apontar para o futuro”.

“A esquerda tem autocríticas a fazer. Uma delas é, quando esteve no governo, não ter mudado profundamente o sistema político brasileiro. Esse sistema é o pai da corrupção, ele é uma captura do Estado pelos interesses privados. (…) Eu não estive no governo, o PSOL também não, mas acho que hoje é possível fazer um balanço mais maduro, reconhecendo os acertos e os limites do governo petista. Mas eu quero dizer também outra coisa: eu queria ver essa mesma cobrança de autocrítica para mais gente no Brasil”, declarou.

Guilherme também avaliou a soltura do ex-presidente Lula (PT), na última sexta-feira (8). Para Boulos a saída do petista da prisão representa o “início da reparação de uma injustiça” e “uma importante vitória do campo popular e democrático no Brasil”.

Ele também disse que espera “que a saída do Lula estimule mais gente a ir às ruas, que anime os ativistas e o povo a lutarem contra esse projeto de destruição nacional”, acrescentou.

7 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*