Nesta terça-feira (2), o Ministério da Saúde divulgou o mais recente boletim que informa os casos e óbitos por complicações do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil. Segundo o órgão, o país já totaliza 31.199 mortes pela doença. Um dia antes, na segunda-feira (1°), eram 29.937 falecimentos. Ou seja, foram 1.262 novos registros em 24 horas.

Quanto ao número de infectados, o Ministério da Saúde destacou que já são 555.383 casos confirmados. Na segunda-feira, eram 526.447. Com isso, foram incluídos 28.936 pacientes positivos à Covid-19 nas últimas 24 horas.

Ademais, outros 300.546 pacientes estão em acompanhamento (54,1%) e 223.638 estão recuperados (40,3%).

Segundo o órgão, essa alta nas contagens diárias, após um fim de semana e uma segunda-feira de baixos registros, acontece porque nestes dias as notificações costumam ser menores, já que os municípios trabalham com equipes de saúde em números reduzidos.

O balanço da presente data também computou 367 mortes que aconteceram nos últimos 3 dias. Além disso, segundo o Ministério da Saúde, existem mais 4.312 óbitos suspeitos, que ainda estão sob investigação.

Situação mundial

Com a contagem de hoje, o território brasileiro se junta a outros três países que ultrapassaram a triste marca de 30 mil vítimas da Covid-19.

Agora, o Brasil está ao lado da Itália (33.530) – que já foi o epicentro da doença na Europa–, do Reino Unido (39.452) com uma das taxas de morte mais aceleradas do mundo e dos Estados Unidos (EUA), que contam mais de 106 mil baixas.

Desde que a primeira morte foi registrada no Brasil, em 17 de março, o país levou dois meses para somar 15.662 óbitos (em 16 de maio). Depois disso, o crescimento, que faz dobrar o número de vítimas, ocorreu após 17 dias.

Estados brasileiros

O Ministério da Saúde ainda divulgou nesta terça-feira a distribuição dos casos e óbitos pelo novo coronavírus, conforme balanço dos estados brasileiros.

São Paulo se manteve como o estado com mais casos confirmados e falecimentos pela doença: no total, já são 118 mil pacientes que testaram positivo e, ao menos, 7,9 mil mortes. Hoje, o estado teve recorde de novos casos e mortes, em apenas um dia foram 327 mortes e 6.999 casos. A taxa de ocupação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) voltou a subir e já ultrapassa os 85%.

O Rio de Janeiro é o segundo do país com mais casos e mortes: respectivamente 56 mil e 5,6 mil.

A Bahia aparece em 9° lugar: 21.430 casos confirmados e 736 óbitos. Veja mais aqui.

0 0 voto
Article Rating