Camaçari: homem atropela ciclista e morre após ser linchado pela população

18ª Delegacia Territorial de Camaçari. (Foto: Reprodução)

Um homem identificado como Eduardo da Silva Santos, 42 anos, morreu após ser linchando por populares, no bairro Alto da Cruz, em Camaçari, no ultimo sábado (04).

Segundo o Boletim de Ocorrência, registrado pela irmã da vitima, Eduardo foi atacado por pedras, pau, e blocos, após atropelar um ciclista. Segundo informações, Eduardo foi levado para o Hospital Geral de Camaçari, mas não resistiu aos ferimentos.

Não há informações sobre o estado de saúde do ciclista. O caso foi registrado na 18ª Delegacia Territorial de Camaçari.

27 Comentário

  1. Independente de estar bêbado ou não ninguém tem o direito de linchar o condutor do veiculo,ninguém sabe também se a culpa foi dele ou do ciclista,por via das dúvidas se possível prende o condutor e chama a policia,isso sim seria o correto

  2. O diabo não rouba, não mata nem destroi; 1°.Ele não existe. 2° Quem mais MATOU dentro dos textos fictícios da Bíblia, foi deus dos hebreus.

    • Não gosto de polêmica, povo esse (Hebreus) que era escravizados pelos os Egípcios. Se vc fosse o Deus desse povo o que faria por eles?

    • Benisvaldo negar a existência do diabo e colocar a culpa em deus tachando de assassino é uma ótima maneira de ser manipulado pelo diabo,ele quer q mais pessoas tenham seu ponto de vista .

  3. Violência gerando mais violência…Infelizmente!!! Quero ver se essas pessoas vão dormir em paz. Tem gente que acha que matar resolve, o cara morreu,e ficou vários assassinos pra pagar um alto preço… Deus perdoa,mas das consequências não ficarão livres.

  4. Se um condutor atropelar alguem e se sentir ameaçado o mesmo deve ligar pro samu informando a ocorrência e depois deve se apresentar na delegacia,presta depoimento e.concerteza e liberado após checagem da ocorrência e feitos todos os testes necessários.

  5. Observo a população cada dia mais estúpida e irracional, agindo sob forte força do impulso. Não se dão mais ao trabalho de sequer contar até 10 e refletir antes de cometer os atos de barbárie. Não quero defender o motorista, mas DIARIAMENTE observo os pedestres em Camaçari transitando pelas vias públicas reservadas aos veículos, muitas vezes, ignoram as calçadas, como se etivessem desfilando pelas passarelas imaginárias. Mas quando sofrem um atropelamento, a culpa recairá sempre na pessoa do motorista que, às vezes, está longe de ser o responsável pelo acidente. Isso ninguém fala, ninguém observa, ninguém vê.

  6. Tá desgovernado aqui, até linchamento em via pública, gente, estamos acabando com os nossos semelhantes.Falta de fé e amor ao próximo. Vamos orar mais meu povo!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*