Na tarde desta terça-feira (8) o Babalorixá Tatá Ricardo, esteve na 18ª Delegacia Territorial de Camaçari, para registrar um caso de intolerância religiosa sofrido por um dos membros.

Segundo o delegado adjunto Dr.Leandro Acácio, este é o primeiro caso registrado na 18ª DT de Camaçari. Dr. Leandro afirmou ter conhecimento de outros casos de intolerância religiosa no município, mas as pessoas não haviam realizado a denúncia para que o crime fosse combatido.

“Fomos procurados pelo Religioso Ricardo que relatou uma postagem ostensiva no Facebook, e de imediato providenciamos a condução do indivíduo responsável pelas postagens ofensivas. O acusado foi conduzido para esta delegacia e ouvido, porém não foi lavrado auto de prisão em flagrante por ter havido uma composição do ato no momento entre Tatá Ricardo e o indivíduo identificado por Darlan, se retratou”, explicou.

“Já ouvimos as duas partes, e neste caso vou instaurar um inquérito policial e ele será indiciado pelo artigo 20 lei 7816 de 1989”, disse o delegado se referindo ao acusado.

De acordo com Dr.Leandro, a Polícia Civil investiga esse tipo de crime e a pessoa pode estar sujeita a pena de reclusão de 1 a 5 anos, caso venha a praticar qualquer tipo de discriminação religiosa.

0 0 voto
Article Rating