Camaçari: mais 1mil famílias são beneficiadas com o programa ‘Bolsa Social’

Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (19) a pela Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), realizou a entrega de mais mil cartões referentes ao programa Bolsa Social. No final de julho, quando o programa foi oficialmente lançado, outras 1mil famílias camaçarienses receberam o benefício, totalizando assim, até o momento, 2mil famílias cadastradas no projeto social que disponibiliza a quantia mensal de R$100,00 a R$ 150,00 (valor que é calculado conforme a renda per capita das famílias cadastradas).

Hoje, durante a entrega dos cartões, o BNA conversou com a secretária da Sedes, Andréa Montenegro, que sinalizou como anda o processo de cadastro e fiscalização do programa.

“Vamos seguir fazendo as visitas com quem se cadastrou, mas iremos também continuar com nossas buscas ativas que é o que, inclusive, tem nos ajudado à identificar um maior número de pessoas que necessitam. Então, o cadastramento continua e também as visitas para identificações”, disse.

Andréa ressaltou ainda que os camaçarienses que já possuem o benefício federal ‘Bolsa Família’ também podem se cadastrar ao programa municipal Bolsa Social.

“Quem tem o Bolsa Família pode sim ter o Bolsa Social. No início, nós demos prioridade à quem não tinha o Bolsa Família. Mas, agora, quem tem pode acoplar os dois programas [federal e municipal], considerando os requisitos de que, quem não tem nenhum benefício continua sendo prioridade”, assegurou.

Secretária da Sedes, Andréa Montenegro. (Foto: Dani Oliveira / BNA)

Por fim, a secretária da pasta destacou o retorno positivo na economia municipal, através do comércio, visto que, o valor fornecido pelo cartão é válido para aplicação em farmácias e mercados locais.

“Com a renda que tem no cartão a pessoa compra no comércio local e o retorno tem sido ótimo. Temos um número significativo de comerciantes credenciados ao programa, tanto na sede, quanto na orla, o que acaba deixando todos satisfeitos, usuários e comerciantes”, finalizou.

Cadastro

As pessoas que desejam realizar o cadastro devem procurar um dos sete Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município, mais próximo da sua localidade de residência.

Requisitos

Para ter direito ao Bolsa Social é preciso que o cidadão seja residente e domiciliado na cidade há, no mínimo, três anos, comprovados, e esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), além de seguir os critérios socioeconômicos.

A permanência no programa está condicionada à matrícula regular dos dependentes em idade escolar em unidades de ensino público municipal, estadual ou federal, ou em rede particular com bolsa integral ou semi-integral que não ultrapasse R$ 100,00 de mensalidade. A frequência mínima escolar exigida é de 85%.

O programa exige, ainda, que os integrantes da família participem dos serviços, programas e projetos da assistência social promovidos pela Sedes e que integrem as capacitações e qualificações profissionais que serão promovidas pelo Poder Público.

1 Comentário

  1. Boa tarde mim chamo islene gostaria de saber quando os cartão do bolsa social vai chegar quando aqui no CRAS de abrantes.pra quem teve já a visitá este mês

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*