Motoristas e carreteiros fazem protesto na manhã desta segunda-feira (11). A manifestação iniciou na rodovia CIA-Aeroporto, seguiu pela BR-324, e finalizou em um galpão localizado na rodovia. O ato é formada por 200 pessoas que são acompanhadas por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em seis viaturas e tentam fazer com que os manifestantes utilizem o acostamento, deixando as demais pistas livres. O engarrafamento já atinge 30 km de distância.

Segundo a categoria, o motivo do protesto é a insatisfação quanto às apreensões dos veículos que apresentam irregularidades e que poderiam ocorrer de outras formas, que não fosse a remoção. Os motoristas reforçam que o recolhimento é uma medida inaceitável, por prejudicar o trabalho e o sustento dos motoristas, além de terem que pagar pela diária no pátio da PRF, que custa R$ 300 por 12 horas.

A categoria ainda acusa os agentes da PRF de perseguição e pedem que, ao invés de apreensão dos veículos, sejam feitas apenas as notificações devidas e o aviso prévio do ocorrido. Os motoristas ainda denunciaram os agentes de uso de spray de pimenta durante o protesto, o que ainda não foi confirmado pela Polícia Rodoviária Federal.

O trânsito segue lento na região.

0 0 voto
Article Rating