A Record, emissora que pertence ao grupo administrado pela Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), decidiu não noticiar informações sobre a canonização de Santa Dulce dos Pobres, primeira santa católica nascida no Brasil.

Segundo informações do portal Uol, a rede de comunicação do bispo Edir Macedo ignorou o assunto no sábado (12), véspera da cerimônia que aconteceu em Roma. O Vaticano chegou a ser mencionado, de forma crítica, por realizar o Sínodo da Amazônia, numa reportagem do telejornal sobre a Conferência de Ação Política Conservadora, em São Paulo.

Durante a exibição do “Domingo Espetacular”, com três horas e meia de duração, a cerimônia religiosa realizada na manhã do domingo (13) não mereceu, igualmente, qualquer menção.

Para os dois principais jornalísticos da Record no final da semana, a notícia simplesmente não existiu, “passando por cima” dos preceitos de imparcialidade jornalística.

0 0 voto
Article Rating