Carga de ecstasy que seria vendida no Carnaval é apreendida pela PM em Salvador

Os acusados ofereceram R$ 1,8 mil aos militares para não serem presos.

Foto: Divulgação

A 13ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Pituba) apreendeu, na noite de sábado (25), uma carga de ecstasy avaliada em 700 mil reais. Os 12.500 comprimidos da droga sintética, segundo informações preliminares, seriam comercializados no Carnaval de Salvador e em outros eventos do mês de fevereiro.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o flagrante foi iniciado na região do condomínio Parque Júlio César, no bairro da Pituba, na capital. Guarnições faziam patrulhamento de rotina quando decidiram abordar um veículo de luxo. Dentro dele, com dois homens, foram encontrados 10 comprimidos de ecstasy. Após conversa preliminar, eles assumiram que vendiam o entorpecente e ofereceram R$ 1,8 mil aos militares para não serem presos.

Depois de recusar a tentativa de suborno, os PMs descobriram que, em uma residência, no bairro da Federação, os traficantes guardavam quantidades maiores da droga. O material, contou a dupla, seria vendido para foliões de camarotes e blocos, no Carnaval de Salvador, além de outras festas privadas realizadas no mês de fevereiro.

Dentro do imóvel equipes da 13ª CIPM localizaram 12.500 comprimidos de ecstasy, meio quilo de maconha prensada, porções de cocaína, balança, uma máquina da Pag Seguro para vendas no débito ou crédito, dois relógios importados, celular, joias e um cartão bancário. O caso foi registrado na Central de Flagrantes.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*