O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) abriu queixa-crime contra a atriz Bruna Marquezine e o youtuber Felipe Neto, acusando-os de caluniar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele divulgou a ação na última noite de quinta-feira (12), citando o artigo 138 do código penal.

“Art. 138 – Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime: Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa. § 1º – Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga”, Carlos colocou na legenda da publicação feita nas redes sociais, sem especificar quais foram as situações que especificamente resultaram na queixa.

Na publicação citada, o político utilizou uma foto de Bruna nua e de Felipe Neto fazendo careta. “Ódio do bem”, dizia a imagem. Felipe, que costumeiramente tece críticas ao governo federal, se manifestou sobre a queixa-crime. “Estamos prontos para todo tipo de covardia do lado de vocês e não vamos nos calar em função dessas tentativas nojentas de silenciamento. Os governantes devem temer seu povo, NUNCA o contrário. Nós vamos vencer”, declarou.

O youtuber criticou também a conotação sexual que Carlos Bolsonaro deu à imagem de Bruna Marquezine na postagem feita no Instagram. A atriz até então não se manifestou sobre o fato.

Quando Jair Bolsonaro discursou em Goiás, no dia 4 de fevereiro, criticando o isolamento social e pedindo que as pessoas parassem de chorar, Bruna compartilhou a notícia em seus stories. “Monstro! Genocida!”, escreveu na ocasião.

0 0 votos
Article Rating