De acordo com cientistas, uma nova cepa do vírus da gripe (G4 EA H1N1) foi identificada na China. Com potencial de também causar uma pandemia, essa recente linhagem tem os porcos como hospedeiros, porém, os pesquisadores alertam que ela pode infectar seres humanos.

Segundo os cientistas, a preocupação está no fato de que essa nova cepa poderia sofrer uma mutação ainda maior e, com isso, se espalhar facilmente de pessoa para pessoa, como acontece com o novo coronavírus (Covid-19), e assim desencadear um surto global, sem que o mundo tenha ainda se recuperado da pandemia atual.

Ainda conforme o estudo, a cepa tem “todas as características” de ser altamente adaptável para contaminar seres humanos e precisa ser monitorada constantemente. Entretanto, como se trata de uma nova linhagem do vírus influenza (que causa a gripe), as pessoas podem ter pouca ou nenhuma imunidade contra ela.

Outras informações

A última gripe pandêmica que o mundo enfrentou, antes da Covid-19, aconteceu em 2009, com o surto de gripe suína, que teve início no México. No entanto, ela foi menos mortal do que se temia inicialmente, sobretudo, porque muitas pessoas mais velhas tinham alguma imunidade contra ela, fator que, segundo os cientistas, foi desencadeado por causa de sua semelhança com outros vírus da gripe que circulavam anos antes.

Atualmente, o vírus da gripe suína (A/H1N1pdm09) é combatido através da vacina contra a gripe, aplicada anualmente para garantir que as pessoas estejam verdadeiramente protegidas.

Ainda conforme destacou os cientistas, a nova cepa de gripe identificada na China é semelhante à da gripe suína de 2009, do México, mas apresenta algumas divergências.

0 0 voto
Article Rating