Confira: Vereadores de Maragogipe denuncia ameaças por parte da prefeitura da cidade

Na gravação, o vereador Beto de Betuca (PT), relata que ele e os colegas estão sendo perseguidos

Foto reprodução

No mês passado à prefeita de Maragogipe, Vera Lúcia Maria dos Santos, se tornou alvo de uma representação no Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) a partir de um pedido do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), para que fosse apurada a suposta prática de ato de improbidade administrativa em função dos indícios de irregularidade detectados nas contratações para aquisição de combustíveis.

Na gravação, o vereador Beto de Betuca (PT), relata que ele e os colegas estão sendo perseguidos .

A nova denúncia contra a gestora, está sendo feita por políticos opositores a gestora. Em um vídeo alguns Vereadores denunciam  que ficaram encurralados em uma sala da Câmara Municipal após sofrerem ameaças de agressão por parte de servidores da prefeitura nomeados pela gestora.

Assista o Vídeo:

Os vereadores afirmam que acionaram as polícias civil e militar, mas até o momento da gravação do vídeo não tinham sido atendidos.

Na gravação, o vereador Beto de Betuca (PT), relata que ele e os colegas estão sendo perseguidos por conta de uma “ditadura imposta no município” pela gestora.“Estamos sendo encurralados, ameaçados pelos funcionários nomeados da prefeitura. Não podemos exercer o nosso direito, que é a democracia aqui”, protestam.

No início deste mês, a promotora de Justiça de Maragojipe, Neide Reimão Reis, expediu uma recomendação para que a prefeita anulasse as contratações temporárias, no prazo de vinte dias, de pessoas ligadas a ela, ao vice-prefeito, vereadores, secretários municipais e agentes públicos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*