Corpo de líder do MST assassinado no interior da Bahia é sepultado nesta sexta

Márcio foi morto a tiros na presença do filho de 6 anos, na casa da família que fica no assentamento Boa Sorte Una, em Iramaia

Márcio Oliveira
O militante foi assassinado na última quarta-feria (24), na frente do filho | Reprodução Facebook

O corpo do líder do MST e militante do PT Márcio Oliveira Matos, 33 anos, assassinado a tiros na noite da última quarta-feira (24), será sepultado na manhã desta sexta-feira (26), no Cemitério Parque da Cidade, em Vitória da Conquista, interior da Bahia.

Márcio foi morto a tiros na presença do filho de 6 anos, na casa da família que fica no assentamento Boa Sorte Una, zona rural de Iramaia (a 328 km de Salvador). O assassinato é investigado pela Polícia Civil.

Algumas horas antes de morrer, ele postou mensagens nas redes sociais fazendo referência a condenação do ex-presidente Lula. “Vamos lutar em defesa da democracia em todas as instâncias, na Justiça e, principalmente, nas ruas”, publicou.

A superintendência regional do Incra na Bahia lamentou a morte do líder do MST e notificou a Ouvidoria Agrária Nacional e a coordenação do Grupo Especial de Mediação e Acompanhamento de Conflitos Agrários e Urbanos (Gemacau), cobrando a punição dos responsáveis pelo crime.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*