O grito de Hexa ficou entalado na garganta do brasileiro pela 4º consecutiva. A chegada do técnico Tite, foram renovadas as expectativas e o amargo dos 7 a 1 sofrido para Alemanha, dentro de casa, foram amenizados. Porém, nesta sexta-feira, agora pela Bélgica, na Arena Kazan, o Brasil perdeu por 2 a 1, frustrando mais de 200 milhões de brasileiros.

A Bélgica começou com tudo na partida e abriu um confortável 2 a 0 com Fernandinho (contra) aos 13 minutos e Kevin De Bruyne aos 31 minutos. Os gols desestabilizaram a Seleção Brasileira que não conseguiu mais se encontrar em campo no primeiro tempo. Na etapa final, Renato Augusto saiu do banco para reascender a esperança dos brasileiros e, de cabeça, diminuiu aos 30 minutos do segundo tempo, e minutos depois teve a bola do jogo para empatar e jogou para fora.

Os minutos finais foram de tensão e aflição, com a pressão do Brasil sobre a Bélgica, apenas na base da vontade, já que nesse momento não existia mais organização tática, no entanto, o gol de empate não veio e a Seleção Brasileira se despediu da Copa do Mundo da Rússia com a sensação de frustração e decepção por todo bom trabalho feito pelo técnico Tite que conseguiu mobilizar todo o país e até mesmo aqueles torcedores desacreditados que não acreditavam mais no Brasil depois do vexame de quatro anos atrás.

Agora, o Brasil – assim como em 2006 e 2010 – retorna para casa, enquanto a Bélgica avança às semifinais para enfrentar a França. Os outros semifinalistas saem dos confrontos entre Rússia x Croácia e Suécia x Inglaterra.

0 0 voto
Article Rating