‘Dedo na ferida’: Bahia anuncia evento com oficinas para debater o racismo

As aulas vão acontecer entre o dia 21 e 26 de novembro

No Dia da Consciência Negra celebrado nesta quarta-feira (20), o Bahia anunciou através de um vídeo a campanha “Dedo na Ferida”, que vai ter como objetivo a promoção de oficinas para ampliar o debate e combater o racismo.

O Núcleo de Ações Afirmativas do clube vai oferecer 50 vagas com o tema “Igualdade Racial e Racismo Estrutural” para empresas, organizações sociais, startups ou instituições.

As aulas, que vão acontecer entre o dia 21 e 26 de novembro, vão ser ministradas pelo professor Edson Cardoso – Doutor em Educação (USP); Mestre em Comunicação (UnB); Assessor Especial da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (2011-2014).

“Em quais espaços estão as pessoas negras inseridas no contexto do clube? Como se constroem as relações étnico-raciais internamente? Quais políticas de gestão são necessárias para promover a igualdade racial em sua integridade? O Esporte Clube Bahia está se perguntando sobre essas questões e entende a urgência de refletir sobre a atual estrutura institucional e o seu funcionamento enquanto organização imersa numa sociedade excludente”, escreveu o clube, em nota apresentada no site oficial da campanha.

Confira o vídeo divulgado pelo clube:

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*