O presidente do Democratas (DEM) em Simões Filho, David Farias, foi um dos participantes do programa ‘Conectados’ (transmitido pelas redes sociais do Bahia No Ar) na noite desta terça-feira (2). Em conversa, por videoconferência, com o radialista Roque Santos, ele falou sobre a crise gerada pelo novo coronavírus (Covid-19) e censurou a falta de apoio de alguns políticos da oposição, a exemplo do ex-prefeito do município, Eduardo Alencar.

Em conversa, por videoconferência, com o radialista Roque Santos, ele falou sobre a crise gerada pelo novo coronavírus (Covid-19) e censurou a falta de apoio de alguns políticos da oposição, a exemplo do ex-prefeito do município, Eduardo Alencar.
“Nós estamos já no terceiro mês de enfrentamento ao coronavírus e nós não vimos da parte do grupo político, que é a oposição, que tem um senador, que é o senador Otto Alencar, quinze [15] milhões de emendas disponíveis todos os anos, que tem um deputado federal, muito bem votado, sete mil e quinhentos [7.500] votos que foi o deputado federal Otto Alencar Filho, e que tem um deputado estadual, Eduardo Alencar. Nós passamos dois mil e dezenove [2019] sem emendas deles e iniciamos dois mil e vinte [2020] no meio de uma crise sanitária sem emendas de um grupo político que foi muito bem votado aqui em Simões Filho. Então, é necessário chamar o ex-prefeito, Eduardo Alencar e seu grupo político à responsabilidade, porque Simões Filho votou bem neles”, pontuou.

“Tem que ter responsabilidade com a cidade. Precisa destinar verbas, destinar equipamentos, fazer a interlocução junto ao governo estadual pra que o município esteja ainda melhor preparado para enfrentar essas e outras demandas. Então, fica aqui o meu alerta, que o ex-deputado Eduardo Alencar deixe de lado ‘rixa’, deixe de lado ‘politicagem’ e pense na população de Simões Filho que já deu à ele quatro [4] mandatos como prefeito”, acrescentou David.

Na ocasião, ele também falou sobre os “bons exemplos” de união partidária em meio ao enfrentamento da pandemial. Foram citados o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM).

“Eu penso que dão o exemplo da maturidade, do equilíbrio de quando se está lidando com crises. Quando a gente se desespera, quando a gente no meio de uma crise, no meio de uma tempestade, a gente se deixa levar pelo desespero ou pela falta de apego ao que diz a ciência, a técnica, nós poderíamos estar vivendo uma situação pior. Mas, nós vemos que desde ali, dezessete [17] de março, que foi quando o prefeito ACM Neto pela manhã anunciou as primeiras medidas de restrição na capital, e que foram seguidas  por decretos do governador na parte da tarde e da noite, nós vimos uma gestão da crise, uma gestão de forma responsável, uma gestão que buscou criar diretrizes, inclusive, pra outras cidades da região metropolitana”, analisou.

O programa Conectados desta terça-feira também contou com a participação de Tagner Cerqueira, pré-candidato à vereador de Camaçari, pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Para acessar a entrevista na íntegra clique aqui.

0 0 voto
Article Rating