Derrotados nas últimas eleições, PSDB e DEM articulam fusão

O governador de São Paulo, João Doria, afirmou que as conversas de fusão de seu partido, o PSDB, com o DEM serão iniciadas após a convenção nacional de sua legenda, marcada para o dia 31 deste mês. “Essa conversa só vai ser iniciada depois da eleição da nova executiva nacional do PSDB. A minha posição pessoal é de que nós temos de ter partidos fortes, diante das novas eleições municipais e também das eleições gerais de 2022. A nova lei eleitoral impulsiona para termos partidos fortes e não fragmentados”, disse Doria a jornalistas, após discursar na convenção estadual do PSDB, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), neste domingo (05).

Questionado sobre se caberia a social-democracia no partido, que é defendida por Geraldo Alckmin durante discurso realizado antes do seu, no mesmo evento, o governador falou que defende os pobres e desconversou.

Durante seu discurso na Alesp, Doria afirmou que o PSDB não quer “populismo nem de direita e nem de esquerda”. “Nossa posição é de centro”, frisou.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*