Neste sábado (6) o Comando de Artilharia do Exército, que fica situado em Formosa, no Entorno do Distrito Federal, recebeu a visita do presidente Jair Bolsonaro. O mandatário brasileiro chegou de helicóptero ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mais próximo do local, na BR-020. Após cerca de uma hora no posto da PRF, ele voltou ao helicóptero e voou até o Comando de Artilharia, que fica dentro do Forte de Santa Bárbara, por volta de 10h50.

Bolsonaro estava sem máscara de proteção facial e, inclusive, abraçou e tirou fotos com policiais, além de acenar para motoristas.

Conforme o decreto publicado pela Prefeitura de Formosa, o uso da máscara de proteção na cidade é considerado obrigatório para tentar evitar a contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). De acordo com o documento, quem descumpre a medida pode ser multado em até R$ 100.

Em nota, a Prefeitura de Formosa disse que, “em relação ao não uso de máscara do presidente e de alguns agentes da PRF, cabe ao comando do Forte Santa Bárbara fiscalizar, porque se trata de uma instalação do Exército Brasileiro”.

Anúncio

A visita ao Comando da Artilharia do Exército na presente data já havia sido informada pelo presidente durante a inauguração do primeiro hospital de campanha do governo federal, que aconteceu na sexta-feira (5), em Águas Lindas de Goiás. Na oportuinidade, Bolsonaro também convidou o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) para ir ao local, porém, o goiano ainda não tinha sido visto no Comando de Artilharia do Exército até a última atualização desta reportagem.

“Amanhã volto a Goiás, de forma informal, na região de Formosa pra dar um tiro lá; tá convidado, Caiado. Um abraço a todos. Até a próxima oportunidade”, disse o presidente ao final da inauguração da unidade de saúde.

Comando de Artilharia do Exército 

Presentemente sediado no Forte Santa Bárbara, em Formosa, o Comando tinha como base Porto Alegre (RS) até janeiro deste ano. O local é a unidade do Exército Brasileiro responsável pela artilharia de mísseis e foguetes. À época da transferência da sede, o vice-presidente, Hamilton Mourão, salientou que a alteração favorecia o desenvolvimento do programa Astros 2020, que desenvolve o lançamento de mísseis e foguetes com tecnologia brasileira.

A sede possui cerca de 64 km quadrados disponíveis para serem utilizados como campo de instrução militar, onde seria possível realizar lançamentos de treinamento com facilidade.

0 0 voto
Article Rating