Diagnosticado com coronavírus, primeiro-ministro Boris Johnson deixa a UTI

Foto: Reprodução / Toby Melville - REUTERS

Nesta quinta-feita (9) o primeiro-ministro Boris Johnson, 55 anos, diagnosticado com o novo coronavírus (Covid-19), deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do St Thomas’ Hospital, em Londres. Ele estava internado no setor desde a noite da segunda-feira (6), e agora permanece na enfermaria da unidade de saúde. As informações foram passadas por um porta-voz do governo britânico.

“O primeiro-ministro passou da Unidade de Terapia Intensiva para a enfermaria, onde será monitorado nesta fase inicial de sua recuperação”, disse o porta-voz, e ainda assegurou que Johnson “está de bom humor”.

Boris Johnson foi hospitalizado no domingo (5). Na ocasião, ele apresentava sintomas como febre persistente e tosse.  Na segunda-feira, após apresentar uma leve piora do quadro clínico, o primeiro-ministro passou para a terapia intensiva, onde permaneceu três noites. Porém,  segundo ressaltou o governo, ele não precisou usar um respirador, mas recebeu oxigênio em algumas ocasiões. Até o momento, ainda não há previsão de quando ele receberá alta.

Neste período em que está impedido de exercer suas funções oficiais, o primeiro-ministro foi substituído pelo chanceler, Dominic Raab.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*