Nesta segunda-feira (30) o empresário Eike Batista foi condenado pela Justiça Federal do Rio de Janeiro a 8 anos e 7 meses de prisão, além de pagar multa estimada em R$ 82.829 milhões pelo uso de informação privilegiada para ganhar vantagem na venda de ações da empresa OSX (dona do estaleiro e do Porto de Açu, no antigo grupo EBX) na bolsa de valores, em 2013. O caso cabe recurso.

No entanto, Eike Batista, não deve ser preso, já que a condenação é em primeira instância.

Antes de um mandado de prisão ser expendido, o caso precisa ser analisado em segunda instância. A condenação é assinada pela juíza Rosália Monteira Figueira, da 3ª Vara Federal Criminal do Rio.

0 0 voto
Article Rating