Em Camaçari, ano passado, cerca de 312 pessoas tiveram resultado positivo para a sífilis, sendo 116 em gestantes.  Este ano, até o dia 15 deste mês já foram registrados aproximadamente 155 novos casos da infecção. Destes, 65 em gestantes. Com isso, a cidade está entre os 100 municípios brasileiros que possuem altos índices de sífilis congênita, em gestantes e adquirida.

Em toda Bahia, entre 2015 e 2019 mais de 34 mil novos casos de sífilis foram registrados. Os dados são da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), que apontam que 43,18% dos registros correspondem a gestantes.

Sobre a Sífilis

A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável e exclusiva do ser humano, causada pela bactéria Treponema pallidum. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ela acomete mais de 12 milhões de pessoas no mundo e a sua eliminação é um desafio para os serviços de saúde.

A sífilis congênita é transmitida para a criança durante a gestação. Por isso, é de extrema importância a realização do teste para detecção durante o pré-natal.

A doença, de transmissão vertical, leva a mais de 300.000 mortes fetais e neonatais por ano no mundo, além de aumentar o risco de morte prematura em outras 215.000 crianças.

A doença é passível de controle desde que as mulheres com sífilis sejam diagnosticadas e tratadas adequadamente durante a gestação.

0 0 voto
Article Rating