Em entrevista, Wagner cita rompimento entre Ademar e Caetano e diz que vê risco de derrota nas eleições

Wagner afirmou que a briga entre os políticos citados ameaça a permanência na administração municipal do projeto iniciado em 2005.

Chefe de Gabinete Jaques Wagner
O ex-governador da Bahia e ex-ministro, jaques Wagner.

Durante entrevista na manhã desta sexta-feira, 20, ao radialista Mário Kertész, na Rádio Metrópole, o ex-governador e ex-ministro, Jaques Wagner (PT), voltou a falar sobre o rompimento entre o ex-prefeito e o atual gestor do município Camaçari, respectivamente, o deputado Luiz Caetano e Ademar Delgado e declarou que vê como um erro toda a situação.

Na oportunidade o petista, afirmou que a briga entre os políticos citados ameaça a permanência na administração municipal do projeto que foi iniciado por Caetano em 20005, visto que, enquanto o grupo do governo vive o momento de racha e tem duas pré-candidaturas, o grupo de oposição , mesmo com suas divergências, sustentam a ideia de levar uma candidatura única para o pleito eleitoral.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*