Uma pesquisa realizada pelo Datafolha, e divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” na manhã desta quarta-feira (8), mostrou que 69% dos entrevistados prognosticam que vão perder renda durante a crise sanitária desencadeada pelo novo coronavírus (Covid-19).

Ainda segundo o estudo, outros 76% defendem a medida de isolamento social recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde, que visa conter a disseminação do vírus e um consequente colapso das unidades de saúde.

Por telefone, foram ouvidas 1.511 pessoas, entre os dias 1º e 3 de abril. A pesquisa, que foi dividida em seis perguntas específicas, tem margem de erro de três pontos.

Veja abaixo os questionamentos feitos pelo instituto:

– Rendimentos irão diminuir nos próximos meses?

69% responderam SIM e 30% asseguraram que NÃO;

– O surto de coronavírus prejudicará a economia?

56% disseram que ‘por muito tempo’ e 36% analisaram que ‘por pouco tempo’. Outros 5% afirmaram que ‘não irá prejudicar’ e 3% destacaram que ‘não saber’.

-O surto do coronavírus prejudicará sua vida financeira pessoal?

Para 37% o surto da doença prejudicará ‘por muito tempo’ a vida financeira pessoal e 41% afirmou que o problema afetará  ‘por pouco tempo’. 19% disseram que ‘não irá prejudicar’ e 3% assegurou ‘não saber’

– Poderá trabalhar em casa durante o surto?

A maioria dos entrevistas respondeu que NÃO (67%). Os outros 33% afirmaram que SIM.

-Se deixar de receber salário ou pagamento por serviço hoje conseguiria se sustentar por quanto tempo?

A maioria (20%) respondeu que ‘até 1 mês’,  19% ‘2 meses’, 17% por ‘4 meses ou mais’, 11% ‘menos de 15 dias’, outros 11% ‘3 meses’, 9% ‘menos de 1 mês’, outros 9% ‘não sabem’, e 6% afirmou que ‘já não está conseguindo’ se sustentar.

-O que é mais importante neste momento?

76% optou em ‘deixar as pessoas em casa’, reforçando a medida de isolamento social. 18% disse que o mais importante agora é ‘acabar o isolamento’, e outros 6% afirmaram ‘não saber’.

0 0 voto
Article Rating