Esquema especial de trânsito e transporte é montado para celebração pela canonização de Irmã Dulce

A primeira celebração após a canonização de Irmã Dulce acontecerá na Arena Fonte Nova. (Foto: Reprodução)

Cerca de 55 mil pessoas são esperadas na Arena Fonte Nova, em Salvador, neste domingo (20) para a primeira celebração no Brasil após a Canonização de Santa Dulce dos Pobres.

Com o objetivo de garantir a comodidade dos fiéis na chegada ao estádio, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) preparou um esquema excepcional de trânsito, que será alterado na região a partir das 10h, do domingo.

A CCR Metrô Bahia também informou que algumas medidas foram adotadas.

Estacionamento

Dentre os 55 mil fiéis esperados, muitos são oriundos de outras cidades, por isso, a Transalvador reservou cerca de 400 vagas próximas à Arena para estacionamentos de ônibus que vão trazer os devotos.

Será destinado antecipadamente à cada ônibus, por meio das respectivas paróquias, credenciais que permitirão o acesso ao estacionamento num desses espaços. Sendo valido salientar que o embarque e desembarque de pessoas só será permitido nos espaços devidamente autorizados.

As vagas de estacionamento Zona Azul que tradicionalmente são usadas em jogos na Arena, não serão disponibilizadas para a cerimônia católica.

Com isso, os espaços estão distribuídos da seguinte maneira: 75 vagas na Avenida Vasco da Gama, trecho do Dique do Tororó, sentido Barris; 60 vagas na Avenida Vasco da Gama, trecho do Dique do Tororó, sentido Bonocô; 20 vagas na Avenida Joana Angélica; 40 vagas no Vale de Nazaré, sentido Bonocô; 55 vagas no Vale de Nazaré, sentido Comércio; 30 vagas na Rua Djalma Dutra; 52 vagas na Bonocô, sentido Comércio; 68 vagas no estacionamento da Arena Fonte Nova.

Modificações

A partir das 10h do domingo, um perímetro de segurança de trânsito será estabelecido, através de barreiras de trânsito fixas e móveis. A medida irá afetar as seguintes vias: Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), a partir da entrada do Ogunjá; Avenida Castelo Branco (Vale de Nazaré), a partir do acesso à Rua Marquês de Barbacena; Avenida Presidente Costa e Silva, Avenida Vasco da Gama, a partir do acesso ao Dique, sentido Djalma Dutra; Rua Professora Anfrísia Santiago e Rua Prof. Hugo Baltazar da Silveira (Ladeira da Telebahia – Jardim Baiano).

As mudanças não terminam por aí. Após o estabelecimento do perímetro de segurança de trânsito, o tráfego será modificado em algumas seguintes vias. São elas:

Avenidas Bonocô e Vale de Nazaré – a circulação ficará restrita a veículos credenciados e de transporte público, em ambos os sentidos;

Avenida Vasco da Gama (trecho do Dique) – no sentido Bonocô, a circulação ficará restrita a veículos credenciados e de transporte público, até a chegada dos ônibus para estacionamento.

Já por volta das 18h será organizada uma fila de táxi no lado direito, iniciando em frente a Ladeira do Pepino. No Dique do Tororó, sentido Barris, o tráfego será totalmente interditado para acomodação dos ônibus no lado direito da via.

Haverá interdição total da Ladeira da Fonte das Pedras. Na parte baixa da Ladeira dos Galés (parte baixa) será feito o desvio do tráfego para Rua Djalma Dutra e Ladeira de Nazaré.

Será montada também uma barreira seletiva no Campo da Pólvora/Rua do Carro, para disciplinar o fluxo de veículos para o Jardim Baiano. Na Avenida Joana Angélica, sentido Centro, haverá restrição de circulação no trecho entre o Sesc e o Convento do Desterro, em função do estacionamento dos ônibus e ponto de táxi.

Já na Rua Professora Anfrísia Santiago o estacionamento de veículos será proibido (o acesso nesse local é destinado à um público específico).

No acesso para a Ladeira da Fonte das Pedras haverá barreira fixa, ficando o tráfego em sentido duplo para acesso e saída através da Rua Professor Hugo Baltazar da Silveira.

O trafego não será alterado na Avenida Joana Angélica, sentido Nazaré, e a partir do Campo da Pólvora, sentido Centro.

Metrô – como ficará o funcionamento

A CCR Metrô Bahia vai aumentar a quantidade de trens na operação e reduzir o intervalo entre eles, conforme se manifestar a demanda. Também haverá o reforço nas bilheterias para assegurar o atendimento a todo o público.

A Estação Campo da Pólvora de Metrô fica a 400 metros do local do evento.

Visando garantir a segurança e orientar o público, a CCR Metrô Bahia ainda fará o reforço no quadro de Agentes de Atendimento e Segurança (AASs), que realizará o monitoramento eletrônico por mais de 2.000 câmeras das estações, trens, passarelas de acesso e terminais de ônibus. Eles contarão com o apoio da Polícia Militar nas áreas de acesso e entorno do sistema.

Todas as imagens são acompanhadas em tempo real, sob responsabilidade do Centro de Controle Operacional (CCO) do metrô e das Salas de Supervisão Operacional (SSOs) de cada estação.

Ademais, a concessionária contará com um colaborador dedicado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia, para eventual acionamento contingencial junto às forças de segurança pública, se necessário. Com informações G1 Bahia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*